“Em relação às panelas de pressão que usamos para cozer arroz integral e fazer essas receitas pode ser qualquer marca? há alguma diferença no produto final que interfira na saúde?

Respondendo à importante pergunta da Margarida e não sendo uma respota rápida nem fácil de dar, resolvi ciar este texto:

Olá Margarida

Obrigada pela sua questão, ela vai completar as várias informações que já tenho dado sobre as panelas de pressão.

Realmente cozinhar o arroz integral na panela de pressão é uma forma muito Vitalizante e Energética do preparar, sobretudo se for com pressão extra, que é o meu método preferido. (Embora o arroz na panela de ferro também seja bom, sobretudo para dias quentes ou para crianças ou pessoas em processo de convalescença).

Mas escolher uma panela de pressão, sobretudo para cozinhar o arroz integral, não é, lá muito fácil, é uma escolha relativa a vários fatores, tais como:

- O método de cozimento (com ou sem pressão extra);

- Objetivos a atingir;

- Disponibilidade de tempo de cada para cozinhar;

- Disponibilidade económica, etc.

Os itens que se seguem são muito mais importantes do que ser da marca x ou y.

O primeiro item a ponderar é sobre O MATERIAL com que a panela de pressão é feita:

- O alumínio - devemos evitá-lo porque liberta partículas que podem no intoxicar, mas se for a única opção devemos retirar o arroz da panela assim que esteja pronto. Nas panelas de alumínio há que prestar atenção se o material é forte, nos dias de hoje o material é cada vez mais fraco, o que pode levar a panela a deformar-se nas bordas e um dia estarmos sujeitos a que a tampa voe, sobretudo no cozimento de pressão extra.

Eu confesso que faço o meu arroz numa panela de pressão de alumínio antiga da minha avó, pois das 10 que tenho é a que faz o melhor arroz. Para mim é mais importante que o arroz tenha a energia duma pressão extra e sem se queimar. (Mas nos dias de hoje acredito que á existam panelas de inox que trabalhem tão bem quanto esta minha. Mas ainda não a encontrei).

O inox é o material mais saudável, em panelas de pressão para cozinhar mas, se não tiver um fundo bom, grosso, ela queima muito facilmente.

A escolha do MODELO também é muito importante:

Aconselho o uso dos modelos mais simples (ver fotos abaixo)

 

 pois que os mais complicados e caros (ver foto abaixo) apesar de terem várias pressões, com o tempo deixam de fazer um bom arroz.

No fogão a gaz aconselho sempre o uso da chapa difusora que se deve colocar debaixo da panela de pressão quando esta pega pressão. Ajuda a evitar que o alimento se queime e ajuda a poupar gaz. A chapa difusora a que me refiro é composta por duas chapas unidas e furadas (ver foto abaixo) e não as chapas que as panelas “normais” funcionam nos fogões de indução.

Nos dias de hoje está um pouco difícil de encontrar este tipo de chapa, então pudemos substituir pelas antigas torradeiras de fogão.

Temos ainda as panelas elétricas de pressão que também são muito seguras e têm a facilidade que pudemos programar não só o tempo de cozedura, como também o nível de pressão. Gosto também de fazer o arroz nesta, com a máxima pressão. Mas se for para investir numa panela destas aconselho a fazê-lo numa que tenha várias pressões e que possamos controlar o tempo e temperaturas consoante a nossa necessidade.

O inconveniente é de elas serem elétricas, há quem considere que a energia elétrica interfere com a nossa saúde, que o gaz é muito mais saudável.

Aproveito para informar que devemos optar por arroz integral carolino, redondo e biológico.

Por fim relembro que SÃO IMPRESCINDIVEIS os cuidados com a segurança como limpar sempre a válvula das panelas e manter as borrachas em bom estado. (Veja aqui mais informações sobre as panelas de pressão)

Bom e Vitalizante Apetite

Published in Artigos

Para muitos a panela de pressão é ainda um bicho papão.

Mas não há razão nenhuma para isso. Primeiro porque, como tudo na vida, é preciso saber usá-las e depois os modelos atuais primam em segurança, alguns até com várias válvulas de escape.

Mas porquê cozinhar na panela de pressão?

- É mais rápido

- Os alimentos ficam mais saborosos, adocicados

- É mais energético-Vitalizante

Como funciona uma panela de pressão?

Basicamente, a panela de pressão retém os líquidos e gases quentes em seu interior, aumentando a pressão interna e fazendo com que os alimentos cozinhem mais rápido porque temperatura dentro da peça ultrapassa a temperatura de ebulição (100ºC).

O vapor húmido que fica ‘preso’ dentro da panela de pressão exerce um cozimento contínuo dos ingredientes a partir do centro até as extremidades da panela e assim cozinha qualquer tipo de alimento até três vezes mais rápido. É muito importante que a borracha que realiza a vedação da panela bem como a válvula de segurança central, estejam em perfeito estado, porque são estes elementos que controlam a pressão dentro da panela.

Caso a válvula de segurança seja obstruída durante o processo de cozimento, existe uma válvula secundária que libera a saída de vapor da panela de pressão. Tudo para não comprometer a segurança de quem cozinha, além, claro, de evitar danos materiais.

A Panela de pressão em aço inox é muito mais saudável do que as de alumínio. Os alimentos preparados em panelas de alumínio podem absorver metais durante o cozimento e afetar a saúde.

Panela de pressão elétrica

As panelas de pressão elétricas são uma novidade no mercado. Muito mais seguras e resistentes que as panelas convencionais, estas peças ainda contam com função timer que não permite que o alimento cozinhe mais do que o necessário. Também pode programar a hora que quer iniciar o cozimento. É ótima para cozinhar em locais sem gaz. Mas advirto que cozinhar com gaz, energeticamente, é mais saudável, do que com energia elétrica.

Limpeza – segurança:

As panelas de pressão necessitam de uma limpeza especial, justamente porque a válvula precisa estar sempre livre para a saída de vapor. Com a ajuda de um clip, faça a limpeza do pequeno orifício regularmente.

As borrachas também devem ser retiradas da tampa e bem lavadas. Quando elas ressecam e perdem a sua elasticidade, devem ser trocadas.

- Atenção ao nível de água: Muitas panelas possuem uma linha que delimita a quantidade de água. Se a sua não tem, dois terços de água já são mais do que suficientes para o cozimento. Se passar este limite a válvula pode entupir ou derramar liquido.

.

Últimas Dicas

O seu tempo de cozimento só começa a ser contado depois que a panela “pega” pressão (que é quando ela começa a sair vapor da válvula).

Nunca deixar a panela de pressão por muito tempo ao lume e evite afastar-se da cozinha enquanto ela estiver ao lume.

Se a panela começar a soltar vapor pela borracha, desligar o lume, abrir a panela, retirar a borracha e coloca-la de novo, com cuidado para não se queimar e voltar a coloca-la na panela e ligar o lume de novo.

Nunca tentar abrir a panela enquanto ela tem pressão.

Para certificar-se de que toda a pressão saiu, levantar levemente a válvula com um talher.

Mais informações 963624649

Published in Artigos

Evento

  • Relatorio
    <iframe src="https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmedia%2Fset%2F%3Fset%3Da.2309944895798403%26type%3D3&width=500" width="500" height="783" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no" frameborder="0" allowTransparency="true" allow="encrypted-media"></iframe>
Portuguese English French Spanish

Newsletter