terça, 05 December 2017 10:31

Intoxicação provocada por gazes

 


O primeiro socorro que podemos ter na vida é precisamente estarmos alerta para que isso não nos aconteça, esta sim é a melhor prevenção que pudemos ter na vida: evitar adoecer.


Mas se acontecer, a primeira coisa é tentar sair do local em questão, procurar ar fresco, ou frio, o frio é muito bom para despertarmos, o frio é vitalizante (vivermos em lugares quentes, sobretudo ou aquecidos artificialmente, enfraquece-nos imenso) devemos inspirar profundamente e expirar ainda mais. Ou então inspirar profundamente e expirar de boca aberta e língua bem para fora. Em último caso a respiração artificial.


Se a pessoa vomitar, é bom, ajuda a limpar o corpo e a clarear a mente.
No caso da pessoa desmaiar, ficar sufocada deve-se colocar 1 toalha fria na testa e aquecer os pés com uma compressa de água quente ou massajar pés e mãos. Massagem ao longo da coluna também ajuda a despertar.
Outra alternativa é fazer automassagem o chamado "Do In": em que percorremos o corpo todo com palmadinhas de cima a abaixo, de baixo a cima repetidamente. Bater o pé no chão também ajuda a enraizar, sim porque nestas situações parece que a cabeça está a ausentar-se.


Para desintoxicar o nabo é muito bom, neste caso o caldo de nabo:
Ralar o nabo e espremer a quantidade de nabo suficiente para obter meio copo de sumo. Deve ser tomado puro.
Em seguida devemos tomar chá 3 anos com vinagre de umeboshi.
Nos dias que se seguem à intoxicação:
É importante termos uma alimentação simples, de preferência papa de arroz integral, arroz integral cozido e alguns legumes. O Inhame é muito bom, também limpa o organismo.
O exercício físico, e exercícios respiratórios são muito bons para continuar a desintoxicação e recuperar o organismo.
Estas estratégias servem para outro tipo de intoxicações que tenham sintomas semelhantes de principio de desfalecimento, tonturas, sensação de ausência com de álcool.

Boa e Vitalziante Vida

Fonte "Auto Cura Terapia" Tomio Kikuchi

Publicado em Artigos
quinta, 20 August 2015 00:38

Não descascas a cenoura, porquê?

Não descascas a cenoura, porquê? Perguntam-me as minhas alunas.
Cenoura, nabo, rabanete, abobora manteiga ou Hokkaido eu não descasco, simplesmente escovo.
uso uma escovinha de palha de coco que se pode encontrar nas lojas de produtos naturais. Poderá ser outra escova mas convém que seja rija e que seja usada só para este fim.
Desta forma preservamos as fibras das cascas e é mais saboroso e confesso, dá muito menos trabalho.
E os agro-tóxicos?
Há quem preserve as cascas só dos legumes biológicos por causa dos agro-tóxicos mas eu nunca as retiro, se desconfio da origem do legume deixo-o de molho por alguns minutos em água e sal ou vinagre. Para além disso penso que se têm produtos tóxicos tanto será na casca quanto no interior.
Experimenta e vê a diferença.
Bom e vitalizante apetite

Publicado em Dicas

Evento

  • Conversa Aberta Malveira
    Conversa Aberta Malveira Amigos Vitalizantes Nada melhor para começar este novo ciclo de vida (mais um Outono e mais um Inverno) que novos espaços para divulgar a Culinária Vitalizante e Educativa.Por isso, vos convido para o novo projeto…
Portuguese English French Spanish

Newsletter