Para muitos a panela de pressão é ainda um bicho papão.

Mas não há razão nenhuma para isso. Primeiro porque, como tudo na vida, é preciso saber usá-las e depois os modelos atuais primam em segurança, alguns até com várias válvulas de escape.

Mas porquê cozinhar na panela de pressão?

- É mais rápido

- Os alimentos ficam mais saborosos, adocicados

- É mais energético-Vitalizante

Como funciona uma panela de pressão?

Basicamente, a panela de pressão retém os líquidos e gases quentes em seu interior, aumentando a pressão interna e fazendo com que os alimentos cozinhem mais rápido porque temperatura dentro da peça ultrapassa a temperatura de ebulição (100ºC).

O vapor húmido que fica ‘preso’ dentro da panela de pressão exerce um cozimento contínuo dos ingredientes a partir do centro até as extremidades da panela e assim cozinha qualquer tipo de alimento até três vezes mais rápido. É muito importante que a borracha que realiza a vedação da panela bem como a válvula de segurança central, estejam em perfeito estado, porque são estes elementos que controlam a pressão dentro da panela.

Caso a válvula de segurança seja obstruída durante o processo de cozimento, existe uma válvula secundária que libera a saída de vapor da panela de pressão. Tudo para não comprometer a segurança de quem cozinha, além, claro, de evitar danos materiais.

A Panela de pressão em aço inox é muito mais saudável do que as de alumínio. Os alimentos preparados em panelas de alumínio podem absorver metais durante o cozimento e afetar a saúde.

Panela de pressão elétrica

As panelas de pressão elétricas são uma novidade no mercado. Muito mais seguras e resistentes que as panelas convencionais, estas peças ainda contam com função timer que não permite que o alimento cozinhe mais do que o necessário. Também pode programar a hora que quer iniciar o cozimento. É ótima para cozinhar em locais sem gaz. Mas advirto que cozinhar com gaz, energeticamente, é mais saudável, do que com energia elétrica.

Limpeza – segurança:

As panelas de pressão necessitam de uma limpeza especial, justamente porque a válvula precisa estar sempre livre para a saída de vapor. Com a ajuda de um clip, faça a limpeza do pequeno orifício regularmente.

As borrachas também devem ser retiradas da tampa e bem lavadas. Quando elas ressecam e perdem a sua elasticidade, devem ser trocadas.

- Atenção ao nível de água: Muitas panelas possuem uma linha que delimita a quantidade de água. Se a sua não tem, dois terços de água já são mais do que suficientes para o cozimento. Se passar este limite a válvula pode entupir ou derramar liquido.

.

Últimas Dicas

O seu tempo de cozimento só começa a ser contado depois que a panela “pega” pressão (que é quando ela começa a sair vapor da válvula).

Nunca deixar a panela de pressão por muito tempo ao lume e evite afastar-se da cozinha enquanto ela estiver ao lume.

Se a panela começar a soltar vapor pela borracha, desligar o lume, abrir a panela, retirar a borracha e coloca-la de novo, com cuidado para não se queimar e voltar a coloca-la na panela e ligar o lume de novo.

Nunca tentar abrir a panela enquanto ela tem pressão.

Para certificar-se de que toda a pressão saiu, levantar levemente a válvula com um talher.

Mais informações 963624649

Publicado em Artigos
quinta, 16 August 2018 14:57

PÃO VITALIZANTE O QUE É?


Água, farinha integral, o mínimo de fermento, bem amassado, 24 horas de fermentação e muito amor. São estes os ingredientes básicos do Pão Vitalizante.
Um aroma inebriante, uma massa com consistência, um sabor marcante e uma digestão bem mais fácil, são alguns dos benefícios desse pão.
Mais especificamente posso vos dizer que o Pão Vitalizante melhora o funcionamento do intestino: equilibra a flora intestinal, aumenta o número de bactérias benéficas e fornece nutrientes essenciais.
Sendo um pão de cereais integrais – hidratos de carbono complexos - e de fermentação longa, o desdobramento dos açúcares é mais lento, há um menor índice glicémico o que nos vai dando uma energia gradual, uma saciedade mais prolongada e que nos beneficia até na nossa estabilidade emocional.
Recordo que, ao contrário das farinhas refinadas, as integrais fornecem hidratos de carbono complexos, criam um fornecimento constante de “bom” açúcar na corrente sanguínea. A fibra presente nos alimentos ajuda a baixar o colesterol, regula os níveis de glicose (açúcar) no sangue.

No caso do glúten, este é pré-digerido pelas bactérias, aumentando assim a sua tolerância pelo organismo.

Este pão dura vários dias, mas com o tempo pode ficar um pouco seco, é aconselhável consumi-lo em 3 ou 4 dias.
Dicas:
- fatiar o pão e aquecer ao vapor por 5mn, aproximadamente
- Congelar fatiado (dura meses) e simplesmente deixá-lo descongelar naturalmente ou aquecer na torradeira ou ao vapor.

Recordo que o Pão Vitalizante é assado todas as 5ª feiras e que é vendido só sob encomendas até 4ª feira às 19h - 963624649

Bom e Vitalizante Apetite

 

Publicado em Noticias Rapidas
quarta, 12 August 2015 22:48

Cozinhar legumes ao vapor é bom ou mau?


Muitas pessoas me falam encantadas que cozinham os legumes ao vapor, eu torço o nariz e perguntam-me o que penso.
Na minha opinião e pelo que estudei, os legumes cozinhados devem ser potenciados pela energia do fogo (gaz, lenha) que os torna mais assimiláveis, mais digestivos ou seja, devem ficar saborosos, com cor viva e no mínimo crocantes, ou mais macios, mas nunca espapaçados, nem murchos, nem descoloridos – sinónimo que perderam a sua energia vital.
Então qual a melhor forma de cozinhar legumes?
Escaldar
É um bom método, sobretudo para verduras – uma panela com água a ferver, com uma colher de sobremesa de sal, cozinhar com a panela destapada. Quando estiver no ponto retirar e colocar sobre um escorredor ou uma peneira de verga para arejar, parar o cozimento e manter a cor.
Refogar
Este método pode levar um ou mais variedades de legumes, exemplo nabo e cenoura.
Cortar os legumes em pedaços de igual tamanho, aquecer a panela em lume médio (de preferência de inox ou de ferro) colocar uma colher de sopa de óleo, com ela quente, o óleo dilata com mais facilidade, colocar o nabo mexendo-o um pouco para que se envolva na gordura.
Colocar a cenoura como uma camada por cima do nabo, colocar uma pitada de sal, tapar a panela, baixar o lume para o mínimo e deixar cozinhar. Por quanto tempo? É muito relativo, há que ficar atenta e quando estiver 80% cozido, pode-se temperar com shoyu (molho de soja) e deixar apurar até estar no ponto.
Devemos evitar abrir constantemente a panela para ver se já está pronto, com o decorrer da vossa experiência aprenderão a calcular o tempo de cozedura e até pelo aroma que o refogado soltar.

Publicado em Dicas
domingo, 13 April 2014 22:23

Manju com legumes

Publicado em Minhas Delícias
domingo, 13 April 2014 22:14

Guioza pasteis ao vapor

Publicado em Minhas Delícias

Evento

  • Conversa Aberta Malveira
    Conversa Aberta Malveira Amigos Vitalizantes Nada melhor para começar este novo ciclo de vida (mais um Outono e mais um Inverno) que novos espaços para divulgar a Culinária Vitalizante e Educativa.Por isso, vos convido para o novo projeto…
Portuguese English French Spanish

Newsletter